SEGUE O LÍDER: DE VIRADA, GALO VENCE FORA DE CASA E ASSUME A PONTA - VAMUGALO

Breaking

domingo, 20 de setembro de 2020

SEGUE O LÍDER: DE VIRADA, GALO VENCE FORA DE CASA E ASSUME A PONTA

Foto: Bruno Cantini/ Reprodução

Por: Douglas Araújo 

O Atlético foi até Goiânia neste fim de semana e voltou de lá com os três pontos e a liderança do brasileirão. Enfrentando o seu xará Atlético/GO, o time alvinegro chegou a ficar por duas vezes atrás no placar, mas a entrada de Nathan e o atacante Keno em noite iluminada, os comandados de Jorge Sampaoli mostraram mais uma vez a força do time ao vencer por 4x3. 

O Galo segue com um jogo a menos no campeonato brasileiro (partida contra o Athlético/PR, ainda sem data marcada). O próximo desafio para se manter na liderança será no próximo sábado (26) contra o Grêmio, novamente às 21h, no Mineirão. 

O JOGO 

O técnico Jorge Sampaoli escalou o time sem muitas novidades. Mesmo com a volta de Rafael, que cumpriu suspensão na última partida, Everson seguiu como titular na equipe. Aos 10 minutos, o goleiro mostrou por que é o homem de confiança do treinador argentino. Cara a cara com Gustavo Ferrareis, o arqueiro atleticano fez ótima defesa, impedindo o primeiro gol do time adversário. Dois minutos depois, foi a vez do Galo quase marcar. Keno fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou para a área, Alan Franco chutou de primeira, mas Jean fez boa defesa. 

O primeiro gol da partida saiu dos pés de Oliveira. O zagueiro improvisado de volante pegou a sobra de um cruzamento para a área, dominou e acertou um chute indefensável que foi no ângulo de Everson. O Galo respondeu minutos depois, novamente em jogada de Keno pela esquerda. O atacante, que viria a ser um dos principais destaques da partida, cruzou novamente na área, e Savarino fez o gol. Porém, o venezuelano estava em condição irregular, e o gol foi anulado com o auxílio do VAR.


Ao fim da primeira etapa, Keno teve uma chance cara a cara para empatar a partida. Savarino recebeu na direita, trouxe para o meio e tocou para Guilherme Arana. O lateral encontrou Keno livre na entrada da área e deu um passe precioso, mas o atacante acabou chutando para fora, aumentando o descontentamento da torcida nas redes sociais.

Porém, a sorte mudaria para o Atlético, e em especial, para Keno. Sampaoli começou a segunda etapa com duas mudanças logo de cara, com as entradas de Nathan e Igor Rabello nos lugares de Allan e Guga, respectivamente. Nathan foi peça fundamental na dinâmica de jogo do ataque alvinegro, e foi um dos principais responsáveis pela vitória fora de casa.

Logo aos 5 minutos do segundo tempo, Nathan invadiu a área e foi derrubado. Pênalti marcado, e Keno foi para a cobrança com o pé direito, empatando a partida. A igualdade no placar não durou muito tempo, pois dois minutos depois o Atlético/GO voltou a ficar à frente na partida. Ferrareis, que não havia conseguido vencer Everson no primeiro tempo, dessa vez conseguiu marcar, após ficar novamente cara a cara com o goleiro alvinegro.

O Galo não se abateu e chegou ao empate pouco tempo depois. Aos 14 minutos, Savarino cruzou para a área, e Nathan novamente apareceu para fazer a diferença, dessa vez para mandar a bola para as redes e empatar novamente a partida. Cinco minutos depois do empate, a estrela de Keno brilhou mais uma vez. O atacante recebeu um presentão de Oliveira, que recuou mal a bola, e disparou com liberdade até chegar na área do adversário e virar o jogo pro Galo, dessa vez com o pé esquerdo, sem chances para o goleiro adversário.

O Galo seguiu em busca do quarto gol, que quase saiu numa bela jogada de Keno. Ele pedalou pra cima do adversário, driblou e chutou forte, mas a bola carimbou o travessão. Mas logo em seguida, Mariano fez um cruzamento perfeito na direção de Keno, que estava livre de marcação e marcou de cabeça o terceiro dele na partida. Aos 34 minutos, Nathan quase fez um golaço do meio de campo, mas o goleiro adversário, que estava adiantado, voltou a tempo para evitar o quinto gol.

Nos acréscimos, Everson apareceu mais uma vez fazendo ótima defesa. Após chute forte de Matheuzinho, o goleiro se esticou para impedir o gol dos donos da casa e mostrar mais uma vez que não é só um goleiro que sabe jogar com os pés. No apagar das luzes, o Atlético/GO fez o terceiro gol em cabeçada do zagueiro Gilvan. Mas já não havia mais tempo para reação, pois logo após o gol, o jogo foi encerrado.

O jogo de ontem também foi especial para Savinho. A joia da base alvinegra se tornou o jogador mais jovem da história do Atlético a entrar em campo pelo campeonato brasileiro. A partida mostrou mais uma vez o conhecimento que Sampaoli tem do elenco e como suas alterações foram fundamentais para o Galo alcançar mais três pontos na competição.

FICHA TÉCNICA

Atlético-GO: Jean; Dudu(Gilvan), João Victor, Éder e Nicolas; Edson, Oliveira(Matheus Vargas) e Chico; Janderson(Matheuzinho), Renato Kayzer e Gustavo Ferrareis(Everton Felipe) Técnico: Vagner Mancini

Atlético-MG: Everson; Guga(Igor Rabello), Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan(Nathan), Jair, Alan Franco, Savarino(Maílton), Sasha(Mariano) e Keno(Sávio) Técnico: Jorge Sampaoli

Conheça o autor:

@douglas_dgs93

Douglas Araújo, 27 anos, estudante de jornalismo e comentarista do podcast OpinaGalo. Atleticano desde sempre e, por onde vou, levo o Galo comigo.




Revisado por Malu Precioso (@malluprecioso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas