COM UMA DOSE DE SOFRIMENTO, GALO VENCE RB BRAGANTINO E ASSUME A VICE LIDERANÇA - VAMUGALO

Breaking

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

COM UMA DOSE DE SOFRIMENTO, GALO VENCE RB BRAGANTINO E ASSUME A VICE LIDERANÇA

Foto: Bruno Cantini/Reprodução


Por: Douglas Araújo


Foi uma partida que teve de tudo. Lei do ex, pênalti perdido, e o gol da vitória com requinte de drama de filme de Holywood. O Atlético venceu o Bragantino por 2x1 no Mineirão, manteve os 100% de aproveitamento jogando em casa sob o comando de Jorge Sampaoli e aproveitou os tropeços de Internacional, Flamengo, São Paulo e Palmeiras para chegar ao segundo lugar do brasileirão com 18 pontos. O time tem um jogo a menos devido a final do campeonato mineiro que ainda será realizado contra o Athletico-PR, com data a se definir.

 

O próximo desafio do Galo será contra o Atlético-GO, fora de casa na noite de sábado (19), às 21h. Para a partida, a equipe contará com o retorno de Rafael, expulso contra o Santos, Jair e Jorge Sampaoli, que estavam suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

 

O JOGO

 

Mais uma vez surpreendendo na escalação, o time entrou em campo com três zagueiros (Igor Rabello, Júnior Alonso e Réver) e três laterais (Guga, Maílton e Guilherme Arana), além da estreia do goleiro Éverson, reforço que foi apresentado durante a semana. Com Sampaoli na arquibancada, a equipe foi comandada pelo auxiliar Jorge Desio.

 

Desde o início da partida, a maneira como cada jogador iria desempenhar o papel em campo foi ficando mais clara. Maílton foi bastante acionado pela ponta direita, enquanto Guga jogou mais pelo meio. Nos primeiros minutos, a equipe atleticana jogou muito na base de lançamentos longos, tentando fazer uma ligação direta que pudesse surpreender a equipe de Bragança Paulista, que jogava fechado.

 

A primeira chance de perigo aconteceu somente aos 22 minutos do primeiro tempo. Guilherme Arana chegou pela linha de fundo e rolou para Alan Franco, que apareceu livre na entrada da área. Porém, o meia equatoriano tentou chutar colocado e a defesa do RB Bragantino desviou a bola. Seis minutos depois, aos 28, saiu o gol atleticano. Arana novamente, dessa vez cobrando escateio, colocou a bola na cabeça de Réver, que subiu mais alto que todo mundo para fazer o primeiro do Galo na partida.

 


Aos 38 minutos, Everson trabalhou pela primeira vez com as mãos. O goleiro, que se destacou na partida com sua boa saída de bola com os pés, evitou o empate do Bragantino após finalização do meia Claudinho. Em outras duas oportunidades, o Atlético quase fez o segundo gol. Em ambas as vezes, Maílton foi acionado pelo lado direito, e tentou o cruzamento rasteiro, porém os atacantes não conseguiram aproveitar.

 

No segundo tempo, a Lei do ex apareceu na partida. Logo aos 3 minutos, após chute na trave, a bola sobrou para Alerrandro na pequena área e ele não perdoou, empatando a partida. O RB Bragantino ainda levou perigo com Arthur alguns minutos depois, em finalização que chutou para fora após o contra-ataque da equipe visitante.

 

Aos 16 minutos, o Galo teve a chance de voltar a ficar na frente do placar. Keno, que entrou durante a segunda etapa, fez boa jogada e foi derrubado dentro da área. Pênalti bem marcado e que não precisou do auxílio do VAR. Mas Sasha cobrou mal e o goleiro Júlio César defendeu. Um minuto depois, Savarino acertou a trave em chute rasteiro, e Júlio César apareceu de novo para evitar o gol de Guilherme Arana no rebote, espalmando a bola nos pés de Sasha. O atacante até fez o gol, porém estava impedido e o gol foi bem anulado.

 

Savarino ainda tentou mais uma vez aos 21 minutos, depois de receber bom passe de Keno na entrada da área. O venezuelano chutou, mas o goleiro adversário defendeu sem dar rebote. Mas aos 41 minutos da segunda etapa, o atacante fez o gol que decretou a vitória do alvinegro no jogo. Keno novamente foi quem serviu o atacante, após fazer boa jogada pela esquerda. O cruzamento encontrou Savarino livre para finalizar. O goleiro Júlio César tentou salvar espalmando a bola, mas não evitou que a bola passasse totalmente a linha do gol.

 

A partida de ontem marcou também o retorno de Nathan, que se recuperou da lesão sofrida contra o Corinthians e entrou no decorrer do segundo tempo. O técnico Jorge Sampaoli terá agora uma semana inteira para preparar a equipe para o próximo jogo no brasileirão contra o Atlético/GO.

 

FICHA TÉCNICA

 

ATLÉTICO-MG: Éverson; Igor Rabello, Réver e Júnior Alonso; Guga, Maílton (Keno), Allan, Alan Franco (Nathan) e Guilherme Arana; Savarino e Eduardo Sasha Técnico: Jorge Sampaoli

RED BULL BRAGANTINO: Júlio César; Aderlan (Barreto), Léo Ortiz, Realpe e Edimar; Ricardo Ryller, Raúl e Lucas Evangelista; Claudinho, Artur (Hurtado) e Alerrandro (Robinho) Técnico: Maurício Barbieri

GOLS: Atlético-MG: Réver e Savarino Red Bull Bragantino: Alerrandro


Conheça o autor:


@douglas_dgs93

Douglas Araújo, 27 anos, estudante de jornalismo e comentarista do podcast OpinaGalo. Atleticano desde sempre e, por onde vou, levo o Galo comigo.


Revisado por Malu Precioso (@malluprecioso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas