NO APAGAR DAS LUZES, GALO VIRA PRA CIMA DO TOMBENSE - VAMUGALO

Breaking

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

NO APAGAR DAS LUZES, GALO VIRA PRA CIMA DO TOMBENSE

Foto: Bruno Cantini/ Reprodução

 

Por: Douglas Araújo


Não faltou emoção no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro. Desde a escalação do time até o apito final, o Atlético não poupou esforços para conseguir a vantagem que deixa o time mais perto do 45º título estadual. A vitória por 2x1 em cima do time de Tombos colocou o alvinegro em uma situação “confortável” para o jogo da volta, que será realizado no domingo (30) novamente no Mineirão, precisando apenas de um empate para ser campeão.

 

Vale lembrar que as finais do Campeonato Mineiro estão acontecendo no final do mês de Agosto devido a readequação do calendário do futebol brasileiro por conta da pandemia do coronavirus. Com isso, o jogo entre Atlético x Athletico/PR, marcado inicialmente para sábado (29) foi adiado, com nova data e horário a se definir.

 

O JOGO

 

O técnico Jorge Sampaoli começou o jogo inovando mais uma vez na escalação, entrando em campo com quatro homens de frente entre os titulares. Além de Keno, Marrony e Savarino, que são constantemente titulares na equipe, o argentino promoveu a estreia de Eduardo Sasha entre os titulares, colocando o time para jogar de maneira muito ofensiva. Para entrar com quarteto de atacantes, o técnico escalou apenas um volante na formação inicial, e o escolhido foi Jair.

 

No começo da partida, o Galo fez sua tradicional pressão inicial marcando no campo de defesa do adversário. O Tombense conseguiu suportar bem nos primeiros minutos de partida, tornando o jogo mais equilibrado e mostrando que não chegou a final do estadual por acaso. Na segunda metade do primeiro tempo, o Atlético conseguiu achar mais espaços e levar mais perigo ao gol do goleiro Felipe, que trabalhou muito para evitar o primeiro gol na cobrança de falta de Hyoran, no chute forte de Guilherme Arana e na cabeçada de Keno.

 

Se por um lado Keno foi um dos jogadores de ataque mais acionado durante o primeiro tempo pelo lado esquerdo, chegando muito a linha de fundo tentando encontrar os outros companheiros de ataque, Savarino mais uma vez teve uma atuação discreta pela direita, sendo pouco acionado no jogo. Ao fim do primeiro tempo, o placar permaneceu 0x0.

 

O segundo tempo iniciou com mudanças no time alvinegro. Alan Franco e Marquinhos entraram nos lugares de Marrony e Savarino, respectivamente. Com as substituições, Keno atuou pelo lado direito na segunda etapa, enquanto Marquinhos ocupou o lado esquerdo do ataque. O Galo seguiu pressionando em busca do gol, mas parava nas boas defesas do goleiro Felipe.

 

Aos 17 minutos do segundo tempo, veio o susto. O zagueiro Júnior Alonso fez pênalti infantil, que o árbitro confirmou após consulta ao VAR. O atacante Rubens, artilheiro do estadual com 7 gols deixou sua marca na decisão. Porém, a reação do Galão da Massa veio logo em seguida, dois minutos depois. Alonso tentou se redimir arriscando pro gol, o goleiro Felipe tentou encaixar a bola, mas soltou nos pés de Eduardo Sasha, que empatou o jogo e marcou seu primeiro gol com a camisa atleticana.

 

Com a rápida reação, o Atlético seguiu pressionando em busca do gol da virada, mas também levou sustos, principalmente aos 36 minutos da segunda etapa. Em jogada aérea, o goleiro Rafael fez dois milagres seguidos, sendo o primeiro após uma cabeçada de Matheus Lopes, e logo em seguida defendeu com a ponta dos pés a finalização do atacante Rubens. As duas grandes defesas ajudou a evitar que o time ficasse novamente atrás do placar.

 

O Galo seguiu pressionando em busca da virada até o fim da partida, e ela chegou no último lance da partida. Após muita insistência, Keno recebeu de Marquinhos e chutou pro gol. A bola desviou no defensor do Tombense e tirou o goleiro Felipe do lance, balançando as redes e decretando a vitória atleticana aos 52 minutos. O gol da vitória foi também o primeiro gol de Keno com a camisa do Atlético após oito jogos.

 

FICHA TÉCNICA

 

ATLÉTICO-MG: Rafael; Guga (Mariano), Réver, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Jair, Hyoran (Bruno Silva) e Savarino (Marquinhos); Sasha (Allan), Keno e Marrony (Franco)

Técnico: Jorge Sampaoli

TOMBENSE: Felipe Garcia; David (Da Silva), Admilton, Matheus Lopes e João Paulo; Rodrigo (Falcão), Serginho (Ramon) e Ibson; Cássio Ortega, Marquinhos (Gabriel Lima) e Rubens (Maycon Douglas)

Técnico: Eugênio Souza

GOLS: Rubens (Tombense); Eduardo Sasha e Keno (Atlético)


Conheça o autor:


@douglas_dgs93

Douglas Araújo, 27 anos, estudante de jornalismo e comentarista do podcast OpinaGalo. Atleticano desde sempre e, por onde vou, levo o Galo comigo.


Revisado por Malu Precioso (@malluprecioso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas