MAIOR CAMPEÃO MINEIRO, GALO BUSCA O 45º TÍTULO ESTADUAL - VAMUGALO

Breaking

sábado, 29 de agosto de 2020

MAIOR CAMPEÃO MINEIRO, GALO BUSCA O 45º TÍTULO ESTADUAL

Foto: Bruno Cantini/ Reprodução


Por: Douglas Araújo


A edição 2020 do tradicional Campeonato Mineiro chega neste domingo (30) ao seu último capítulo. Em campo, o Atlético tentará mais uma conquista em sua décima quarta final consecutiva, enfrentando o Tombense, clube do interior que chegou pela primeira vez em sua história na decisão do estadual. No primeiro jogo, os comandados de Sampaoli venceram de virada pelo placar de 2x1, dando ao alvinegro a vantagem do empate. A partida será realizada às 16h no estádio do Mineirão.

 

Além da busca por ampliar a hegemonia no estado, o título mineiro pode significar o fim de um tabu de 3 anos sem conquistas para o Galo, o fim da seca de títulos de Jorge Sampaoli, que não vence uma competição como treinador desde a Copa América de 2015 com a seleção do Chile, e o primeiro troféu de campeão da gestão Sérgio Sette Câmara, que está desde 2018 na presidência do clube.

 

Outro fato importante que envolve a final é outro tabu que o Galo desta vez busca manter. O time não perde uma final para um clube do interior desde o estadual de 1951, quando perdeu a decisão para o Villa Nova. De lá pra cá, toda vez que houve uma final entre o Atlético contra um time fora da capital, o Galo se sagrou campeão.

 

TRAJETÓRIA E MUDANÇAS AO LONGO DO CAMPEONATO

 

O caminho do Galo até a final foi cheio de altos e baixos, cercado de mudanças dentro e fora de campo. A temporada iniciou com o venezuelano Rafael Dudamel como técnico e Rui Costa como diretor de futebol, mas após duas eliminações vexatórias na Copa Sul-americana e na Copa do Brasil, somado a péssima campanha que o time fazia no estadual, com direito a uma derrota por 2x1 contra a Caldense em pleno Mineirão, o presidente Sette Câmara fez grandes mudanças.  Dudamel e Rui Costa foram demitidos, e Jorge Sampaoli e Alexandre Mattos foram contratados para comandar o futebol do time atleticano.

 

O elenco também sofreu profundas mudanças. Jogadores como Patric, Maidana, Zé Welison, Ramon Martinez, Lucas Hernández, Ricardo Oliveira e Di Santo saíram do clube ou ficaram fora dos planos para a sequência da temporada. Por outro lado, chegaram ao time Bueno, Alonso, Mariano, Keno, Léo Sena, Alan Franco, Marrony e Sasha.  Entre chegadas e saídas, o plantel teve um grande salto de qualidade em todos os setores, ajudando o time a se reencontrar no estadual e assegurar a vaga para as fases finais.

 

Com o retorno do Mineiro após a pausa devido à pandemia, o Atlético terminou a primeira fase em terceiro lugar com 22 pontos, 4 a menos que o Tombense, time de melhor campanha. Na fase semifinal, o time passou pelo América com duas vitórias: 2x1 no primeiro jogo e um contundente 3x0 na segunda partida. Contra o time de Tombos, a vitória por 2x1 deixa o time mais perto da taça, necessitando apenas de um simples empate para se sagrar campeão.

 

Para o jogo de domingo, com exceção de Nathan e Diego Tardelli, que estão no DM, o técnico Jorge Sampaoli conta com todos os jogadores a disposição. Fica a expectativa de qual será a escalação que o argentino mandará a campo.


Conheça o autor:


@douglas_dgs93

Douglas Araújo, 27 anos, estudante de jornalismo e comentarista do podcast OpinaGalo. Atleticano desde sempre e, por onde vou, levo o Galo comigo.


Revisado por Malu Precioso (@malluprecioso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas